Ataque hacker

Os hackers são pessoas com profundo conhecimento de sistemas operacionais e programação, mas que os utilizam para fins antiéticos. Em outras palavras, são pessoas que exploram maliciosamente as vulnerabilidades dos sistemas da empresa para roubar informações sensíveis ou confidenciais e ganhar dinheiro. 

Mas também existem hackers bons: são também pessoas com um conhecimento gigantesco em sistemas operacionais e programação, mas que o utilizam para encontrar vulnerabilidades e ajudar as empresas a monitorá-las e a tratá-las, evitando assim os ciberataques de chapéu preto. Eles praticam o Ethical Hacking e são os especialistas contratados por organizações focadas em segurança cibernética. 

 Como o hacking ético pode beneficiar as empresas? 

 Neste ponto, você já deve ter percebido que nem todos os ataques cibernéticos são realmente um duelo entre os bons e os maus da fita, porque em várias situações controladas, simular uma invasão hacker pode ser uma tática excepcional para reforçar a segurança cibernética de uma organização. 

 Através do Ethical Hacking, os hackers brancos são contratados para realizar ciberataques nos sistemas das organizações para aprender sobre suas vulnerabilidades mais críticas. Duas são as técnicas mais utilizadas para ensinar as ameaças: o Exame de Caneta e o Red Teaming. 

 No Pen Examination, técnicas de hackers negros são simuladas para tentar invadir o sistema da organização e, desta forma, visualizar as vulnerabilidades críticas e os perigos da segurança cibernética da rede corporativa. Em Red Teaming, uma invasão de espionagem industrial é simulada. Com isto, é possível avaliar o comportamento e o tempo de resposta do equipamento tecnológico na detecção de um ataque. 

Marina Fioravante

Analista de Marketing. Formada em Publicidade e Propaganda e Jornalismo

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Posts relacionados

Inscreva-se em nossa Newsletter. Receba as novidades no seu e-mail.

Precisa de ajuda?