Internet of Things (IoT)

Internet of Things (IoT)

Traduzido no português como Internet das Coisas, o termo faz referência ao recurso de transformação digital via internet. Esse recurso possibilita que diferentes objetos compartilhem dados e informações com dispositivos e computadores. O funcionamento é simples e se baseia em sensores e dispositivos que tornam a comunicação entre “coisas” possível, essa comunicação torna esse objeto inteligente, otimizando atividades do dia a dia.

Suas aplicações são diversas. Em uma organização, por exemplo, o sistema IoT pode ajudar a entender sutilezas do mercado, pois tem a capacidade de extrair informações e aprender sobre dados armazenados pela organização. Essa característica é algo que um simples software não possui. Entretanto, vale fazer uma observação, IoT não é apenas um termo utilizado para dar uma noção de mobilidade, pois se fosse isso, não haveria inovação. Em sua essência, o termo faz referência a um espaço que reúne informações de vários dispositivos e aplicações.

Importante salientar que todas as inovações em tecnologia já citadas aqui no blog da Objetiva, como machine learning, blockchain, big data e etc. possuem os seus conceitos e suas funcionalidades, mas possuem um potencial ainda maior quando integradas (leia nossos outros artigos publicados e entenda mais desse universo de inovação).

É por isso que nossas soluções e a SAP tornam o dia a dia de pequenas, médias e grandes empresas mais hábil. Não trabalhamos apenas a capacidade de integrar dispositivos a um sistema, mas o trabalho é feito junto à capacidade de fazer com que esse dispositivo aprenda com o dia a dia da organização. É a capacidade de trazer a você informações seguras sobre uma pequena ou grande quantidade de dados (big data) que ditam possíveis ameaças à organização e melhores caminhos a seguir, isso mantém sua empresa sempre em posição de vantagem competitiva e transparência organizacional. Não, IoT não tem que envolver Big Data ou outras inovações, mas combine esse conceito a outros e verá o potencial de crescimento de uma empresa.

Essas inovações têm muito a oferecer para empresas de diversos setores verticais, para que não se preocupem mais com processos, trazendo a possibilidade de focar inteiramente no seu trabalho e no seu negócio. Vale lembrar que isso é algo que está surgindo no mercado, mas que já está se tornando realidade, fazendo com que as empresas que não investem em inovações tecnológicas fiquem para trás.


Ramon Sousa de Assis

Analista de Marketing

Deixar um comentário